Prazer, Ju Bacic, direto da Romênia

Vem descobrir como eu cheguei na Romênia, e o que é o Travel Design.

Aaah, enfim um blog para chamar de meu!

Olá, querido leitor deste blog que se inicia hoje! Muito prazer, eu sou a Ju, uma catarinense de coração vivendo na Romênia. Libriana (curiosidade que a mim não interessa muito, mas para alguns pode ser importante), casada com o Franco e mãe da Luiza, de 11 anos. Sou apaixonada por viajar, sou curiosa, amo escrever e assistir séries online.

Agora você vai saber por onde caminhei para chegar até aqui…

Minha jornada tem início em 1986, com meu nascimento. Mas obviamente vamos passar para a frente até os 18 anos, onde a jornada fica mais interessante para contar aqui. Sempre curiosa e com vontade de conhecer o mundo, aos 18 anos entrei para a faculdade de Turismo e Hotelaria, com o cliché basico de “vim fazer turismo porque amo viajar”. Não demorou muito para eu perceber que na verdade quem faz turismo trabalha enquanto os outros viajam 😊, e se for alta temporada entao, vix! Não tem sábado, nao tem domingo nem feriados… Tem só o amor por servir mesmo!

E isso eu sempre tive: amor por servir. Sou aquela pessoa que fico realizada por ver outras pessoas felizes, sabendo que tem dedinho meu naquela felicidade. Meu primeiro trabalho foi no departamento de reservas de um resort de praia, e nada era melhor do que receber as mensagens de agradecimento dos meus hóspedes agradecendo pela ajuda para escolher a melhor categoria de quarto, ajuda para conseguir encaixar viagens pelo período que eles queriam, mesmo quando era alta temporada e o hotel tinha 100% de ocupação.

Enfim, além de departamento de reservas, na hotelaria também já trabalhei na área de eventos, departamento comercial e alimentos e bebidas. Tenho experiência em hotéis no Brasil, Inglaterra e Suíça, já servi café, já fui hostess, já realizei casamentos dos sonhos, já recebi no hotel que trabalhava grupos de despedidas de solteiro, políticos, pastores de igreja, já participei na construção da viagem dos sonhos de várias famílias. Enfim, um pouco de tudo.

E onde entra a Romênia nessa história?

Aaah, a Romênia… Já sonhei em visitar e morar em muitos países, mas com certeza a Romênia nunca foi um deles. Não por não gostar do país, simplesmente por falta de conhecimento… nunca ouvi falar nada sobre o país, nunca pesquisei, não sabia o que tinha por aqui, então nunca tive vontade de vir.

Mas foi em 2009 que a Romênia entrou na minha vida pela primeira vez. Na época, eu morava em Curitiba com a minha família, e olha… a vida não era fácil! Tanto eu quanto meu marido tínhamos uma rotina parecida: trabalhos estressantes, salários baixos, e muitas contas para pagar. Pouco tempo para ficarmos juntos como família, poucas oportunidades de viajar, ou mesmo de conhecer lugares próximos a onde vivíamos.

No meio dessa leve decepção, desse sentimento de “O que estou fazendo com a minha vida? Quero trabalhar para viver, e não viver para trabalhar!”, surgiu a Romênia. Na verdade ressurgiu um velho amigo do meu marido que é romeno (eles ficaram amigos durante uma época da vida antes da nossa relação, em que meu marido vivia na Bélgica e esse amigo romeno também). Em conversas sobre como andava a vida, meu marido e o amigo romeno tiveram a ideia de abrir um negócio em sociedade em Bucareste (capital da Romênia).

Admito que no início fui absolutamente contra. Nunca empreendemos no Brasil, e ele resolve empreender em um país no qual nunca nem pisamos? Não fazia nenhum sentido para mim, mas para ele fazia…. Então alguns meses depois, em Março de 2015, desembarcamos na Romênia com nossas malas e muitas dúvidas e expectativas!

E desde então, como tem sido?

Passados 6 anos, como já podem imaginar, tudo correu bem, afinal ainda estamos aqui! Na realidade praticamente nada aconteceu como planejamos, mas o destino nos encaminhou da melhor forma possível. O tal do negócio próprio que meu marido e o amigo iam abrir acabou não saindo do papel, mas nós dois encontramos ótimos trabalhos e hoje temos uma vida melhor do que esperávamos! Aqui nos adaptamos, fizemos amigos para a vida, nossa filha se adaptou, temos trabalhos que são estressantes às vezes, mas a um nível suportável, e temos boas condições de vida.

Foi assim que pude finalmente colocar em prática com minha família aquela paixão que sempre tive: de viajar e conhecer o mundo. Nesse tempo que estamos aqui, já visitamos mais de 10 países, e a lista de lugares a visitar nunca acaba.

Mas e o tal do Travel Design?

Apesar de toda essa jornada, o Travel Design é coisa nova na minha vida. Ou talvez deva dizer que é coisa nova profissionalmente falando, porque de coração acho que já sou Travel Designer há bastante tempo! Em cada viagem que organizo para fazer com minha família ou com amigos, sempre passo muito tempo pesquisando, organizando, montando planilhas, vendo vídeos, lendo blogs e reportagens, buscando imagens, fazendo orçamentos, tudo para garantir que a viagem vai ser a melhor possível. E até aqui tem funcionado muito bem! 😊

Acho que nesse ponto é importante eu contar que trabalhava na área de turismo aqui em Bucareste, até o ano passado, quando essa tal de pandemia chegou. Como trabalhava em uma operadora de viagens especializada em trazer grupos da Ásia para a Europa, nao é difícil imaginar o que aconteceu quando o vírus tomou a Ásia, e depois toda a Europa fechou ☹ Desde então, tenho outro emprego, mas em uma área que não tem nada a ver com o turismo, que é a minha paixão.

Tendo explicado isso, estava há alguns meses jogada na cama, passeando pelo Instagram, um pouco chateada por não poder viajar e um pouco desanimada profissionalmente, quando fui encontrada pelo algoritmo do Zuckerberg 😀 . Apareceu no meu feed um post patrocinado que me apresentou ao Travel Design. Foi uma semana de lives introdutórias sobre o assunto, e ao final da jornada, me inscrevi no curso para me tornar oficialmente uma Travel Designer.

Foram meses de dedicação, um pouco puxado, as aulas eram online no horário do Brasil, e eu aqui 6 horas à frente, as aulas iam noite a dentro, mas eu estava tão animada que mal percebia isso (até ter que acordar cedo no dia seguinte). Era o gás que eu precisava para chegar até aqui!

Sempre tive vontade de abrir um negócio próprio para trabalhar com a questão de elaborar roteiros de viagens, mas não sabia exatamente como fazer, por onde começar, então essa vontade foi sempre deixada de lado. Agora com o curso, encontrei uma paixão ainda maior!

Como Travel Designer, vou ser a pessoa que irá desenhar a sua viagem para a Romênia de forma única e cheia de sentimento, vou usar meu conhecimento e minha experiência para te apresentar os melhores lugares para visitar, dentro do que você espera, seus gostos, suas expectativas e seu orçamento. E aqui nesse blog vou poder compartilhar mais sobre esse país tão incrível, para fazer crescer em você a vontade de vir para cá.

E então, vamos embarcar juntos nessa jornada?

1 thought on “Prazer, Ju Bacic, direto da Romênia”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.